Diagnóstico Ascend™

Diminua custos e aumente a confiablidade.

Alcance as melhores práticas com um diagnóstico completo que avalia 3 níveis, 6 estágios e 40 KPIs.

A avaliação fornece um roteiro personalizado para melhorias imediatas e sucesso a longo prazo, juntamente com treinamento, KPIs e um relatório detalhado que justifica os custos das melhorias na lubrificação de máquinas.

Diagnóstico Ascend™ Noria

O que é o Diagnóstico Ascend™?

O Diagnóstico Ascend™ é a primeira fase de um projeto estruturado de melhores práticas de lubrificação, uma ferramenta sustentada por uma visão sistêmica, combinada com engenharia de lubrificação e que viabiliza a migração do estado atual para um nível de excelência ou melhores práticas.

Oferecemos estratégias, ferramentas, conhecimento e capital humano para que o nosso cliente implante um programa de excelência em lubrificação de máquinas, ou lubrificação centrada na confiabilidade, com o objetivo de reduzir custos e falhas de máquinas críticas, afim de contribuir para o aumento da confiabilidade e disponibilidade dos principais ativos da empresa.

O Diagnóstico Ascend™ orienta à busca de soluções modulares integradas aplicáveis a todas as etapas do processo de lubrificação, da aquisição ao descarte do lubrificante, alinhados com os conceitos da norma ISO 55.000. Avalia-se as práticas atuais através de uma metodologia inédita patenteada. O objetivo é medir de que forma as más práticas de lubrificação impactam na confiabilidade dos ativos e por consequência nos custos de operação e manutenção.

O diagnóstico tem de 3 a 5 dias de duração que compara a lubrificação com as melhores práticas do mercado e estima as perdas econômicas por práticas inadequadas.

3 níveis de gerenciamento

São 3 níveis de gerenciamento, cada um representado por um dos anéis do gráfico. O anel exterior representa os fatores referentes a Plataforma (P). O anel central faz referência aos fatores de Treinamento e Gestão (M) e o anel mais interno aos KPIs (K).

Plataforma

Plataforma

São considerados a base do programa e visam controlar os riscos, garantir o desempenho e sustentar o programa ao longo do tempo. Esses fatores são táticos e, como tal, precisam ser implementados primeiro.

Treinamento e Gestão

Treinamento e Gestão

Nesse nível, estão incluídas atividades de educação e desenvolvimento de habilidades do pessoal. São as atividades diárias de lubrificação que são suportadas por todos os fatores da plataforma.

KPIs

KPIs

O nível de Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) é aquele que permite medir a eficiência e eficácia das atividades em um programa de lubrificação e a melhoria contínua a partir da análise de dados.

6 estágios do ciclo de vida

Cada estágio aborda um momento do ciclo de vida dos lubrificantes. São divididos em: Seleção de Lubrificantes; Recepção e Armazenamento de Lubrificantes; Manuseio e Aplicação dos Lubrificantes; Controle de Contaminação e Recondicionamento de Lubrificantes; Monitoramento de Condições, Análise de Lubrificantes e Solução de Problemas; Conservação de Energia, Saúde e Meio Ambiente.

Seleção de Lubrificantes

Seleção de Lubrificantes

Cada máquina têm requerimentos especiais de proteção pelo lubrificante de acordo com os componentes internos e sua aplicação. O uso de lubrificantes feitos a partir de básicos sintéticos, compostos biodegradáveis, grau alimentício, resistentes ao fogo e outras características especiais são só alguns exemplos dos ajustes que podem ser efetuados na etapa de seleção do lubrificante para cumprir estes requerimentos.

Esta etapa do diagnóstico ajudará você a avaliar se os lubrificantes atuais estão sendo utilizados nas aplicações corretas.

Recepção e Armazenamento de Lubrificantes

Uma vez selecionado o lubrificante ideal para a máquina, é necessário assegurar que o lubrificante que se recebe seja o certo, além de armazená-lo corretamente para que suas características físicas, químicas e de desempenho se conservem inalteradas a fim de proteger os componentes dos equipamentos. O estabelecimento de uma política de controle de qualidade, administração de inventários, práticas seguras e o projeto da área de armazenamento dos lubrificantes e da sala/oficina de lubrificação permitirão que se mantenha a integridade do processo.

Esta etapa do diagnóstico irá avaliar qual o impacto das atuais práticas de recepção e armazenagem de lubrificantes novos se têm no atual processo de lubrificação.

Recepção e armazenamento de lubrificantes
Manuseio e aplicação dos lubrificantes

Manuseio e Aplicação dos Lubrificantes

Abastecer lubrificantes nas máquinas é um passo de extrema importância. A elaboração de uma metodologia e a seleção dos dispositivos e implementos ótimos permitirão que o lubrificante ingresse nos equipamentos conservando suas propriedades. Esta etapa também inclui o projeto da rota de lubrificação e os cálculos da engenharia para definir a frequência e quantidade ideais de lubrificação, assim como a elaboração dos procedimentos para transferir corretamente os lubrificantes nos equipamentos.

Esta etapa do diagnóstico irá avaliar de que forma os lubrificantes são manuseados e aplicados aos equipamentos, e se as aplicações e inspeções são ou não intrusivas.

Controle de Contaminação e Recondicionamento de Lubrificantes

O Controle de Contaminação se inicia desde que o lubrificante é recebido na planta. Estabelecer as práticas corretas e a seleção dos dispositivos adequados para armazenar e aplicar o lubrificante, incluindo a reavaliação do projeto do equipamento e seus sistemas de exclusão e remoção de contaminantes são tarefas fundamentais para incrementar a confiabilidade dos equipamentos.

Esta etapa do diagnóstico irá avaliar se existem metas de controle de contaminantes e se existem estratégias de avaliação e acompanhamentos dos resultados.

Controle de contaminação e Recondicionamento de lubrificantes
Monitoramento de Condições, Análise de Lubrificantes e Solução de Problemas

Monitoramento de Condições, Análise de Lubrificantes e Solução de Problemas

A análise de óleo é utilizada para medir a efetividade no projeto e gestão do processo de lubrificação, perante uma estratégia proativa e preditiva que permita identificar as causas das falhas e seus efeitos. Nesta etapa se determinam as máquinas a serem incluídas no programa de monitoramento de condições, como se selecionam os pontos de amostragem, como se determinam as frequências de amostragem, se existem procedimentos de coleta de amostras, como se determina o conjunto de ensaios, como se seleciona o laboratório, como se interpretam os resultados das análises, como se elabora o diagnóstico, prognóstico e como se tomam as decisões correspondentes.

Esta etapa do diagnóstico avaliará a maturidade do atual programa de análise de lubrificantes.

Conservação de Energia, Saúde e Meio Ambiente

Uma vez que o lubrificante tenha cumprido a sua função, se contaminou, se degradou ou simplesmente já não protege mais o equipamento, ele deve ser trocado. Dependendo da legislação de cada país as alternativas de descarte podem variar, assim como os registros e controles. Entretanto o uso da consciência ecológica além da legislação nos permitirá contribuir nos esforços de conservação de recursos não renováveis e aplicar os critérios para a redução de seu consumo, reutilização e reciclagem.

Esta etapa do diagnóstico irá avaliar como se é a gestão dos vazamentos e se o processo de descarte de lubrificantes é feito de forma ecológica.

Conservação de energia, Saúde e Meio Ambiente

Faça agora mesmo a simulação do seu score Ascend™.

Apresentaremos uma proposta formal para passar para a fase de Projeto de Engenharia do LPD, que otimizará os requisitos fundamentais de lubrificação para cada componente lubrificado com óleo e graxa em sua planta.

Suas respostas serão analisadas por um dos nossos especialistas e o resultado enviado para o seu e-mail.

Agende agora uma reunião com um dos nossos especialistas.

    Noria Brasil © Copyright 2020 - 2022. Desenvolvido por Faro Estúdio.
    ×